Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

É Desporto

É Desporto

Justin Tucker. Não há bem que sempre dure

Justin Tucker

Tem 28 anos, está na sétima temporada de NFL e é visto como o kicker mais fiável do futebol americano. Agora, pela primeira vez na carreira, falhou um pontapé para ponto extra após touchdown que daria o empate aos Ravens a 24 segundos do final do jogo.

 

Domingo, 22 de janeiro de 2012. Os Baltimore Ravens disputam no terreno dos New England Patriots a presença na Super Bowl. O jogo é equilibrado desde o início, sem espaço para grandes diferenças, e a equipa de Tom Brady e companhia chega ao último minuto em vantagem (23-20). Mas os Ravens têm um último ataque e têm um field goal para forçar o prolongamento a 15 segundos do fim. Billy Cundiff falhou.

 

A desilusão afetou jogadores, equipa e adeptos. O kicker pediu desculpa e prometeu que o erro não se voltaria a repetir mas a NFL tem um histórico de não dar segundas oportunidades a quem comete erros fatais como este. Resultado: foi dispensado antes do início da época seguinte, abrindo espaço para um rookie chamado Justin Tucker, que nem sequer tinha sido selecionado durante o draft.

 

Justin Tucker tornou-se rapidamente um dos kickers mais fiáveis na NFL. Até este domingo era mesmo um jogador que nunca tinha falhado o pontapé de ponto extra após touchdown. Nem na NFL nem no futebol universitário, num total de 316 ocasiões.

 

Quando a NFL decidiu aumentar a distância para os postes nestes pontapés, em 2015, o número de pontapés falhados aumentou mas Tucker manteve-se perfeito. Era mesmo o único sem qualquer falha: 112 em 112 tentativas. Agora, no jogo com os New Orleans Saints, quando a equipa mais precisava dele, vacilou.

 

Os Saints venciam por sete mas o touchdown de John Brown abriu espaço para que Tucker fizesse o que sabe fazer melhor e forçar o prolongamento, num pontapé a 24 segundos do fim. Não conseguiu. «Sinto que nos fiz perder o jogo. Cada um dos meus colegas de equipa disse-me o contrário, que nenhuma jogada é capaz de ganhar ou perder um encontro. Mas é difícil aceitar isso quando se é o jogador nesta situação mesmo no final do jogo», explicou Tucker no final.

 

«Quando se joga durante tanto tempo, mais tarde ou mais cedo acontecer vamos passar por um pontapé que daríamos tudo para ter uma segunda oportunidade. Foi o que me aconteceu esta noite», acrescentou, não fazendo referência clara ao forte vento que se fez sentir durante toda a partida.

 

Justin Tucker sentiu o erro e pediu para ir à conferência de imprensa falar sobre o assunto. Joe Flacco, o quarterback, não acredita que este momento deixe marcas: «É o melhor do mundo no que faz e a pessoa mais confiante que conheço. Não vai ser um problema».