Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

É Desporto

É Desporto

Harold Sakata. O medalhado olímpico que queria matar James Bond

Especial Jogos Olímpicos (Londres-1948)

Harold Sakata

Representou os Estados Unidos nos Jogos Olímpicos de Londres, em 1948, e voltou com uma medalha de prata no halterofilismo. Mas foi a presença no cinema que o imortalizou: representou o papel de Oddjob no filme Goldfinger em 1964 e as cenas em que atacava Sean Connery com o chapéu de aba alta tornaram-se inesquecíveis.

É uma figura pequena, compacta, com muito poucas falas (basicamente só diz “Ah” e derivados) e serve de guarda-costas ao vilão Auric Goldfinger no filme do 007 de 1964, com Sean Connery no papel de James Bond.

Oddjob tem uma arma letal. Capaz de pancadas e golpes imparáveis com as mãos e os pés, é com o seu chapéu de aba alta que ganha fama. Numa das cenas entre Auric Goldfinger e James Bond, o vilão pede ao seu fiel escudeiro uma demonstração para intimidar o espião britânico. Oddjob, representado por Harold Sakata, tira o chapéu da cabeça e lança-o na direção de uma estátua. O chapéu rodopia freneticamente e decapita a estrutura de mármore. Era uma verdadeira guilhotina voadora.

O que não está no filme – nem faria sentido estar – é a referência ao passado olímpico de Harold Sakata. A julgar pelo gesto, talvez fizesse sentido que tivesse participado em provas como o lançamento do disco, mas não. O norte-americano do Havai, de origem japonesa, brilhou no halterofilismo nos Jogos Olímpicos de Londres, em 1948. E conquistou uma medalha de prata.

A propensão para levantar pesos chegou no final da adolescência e a participação em Londres, já com 28 anos, foi uma consequência natural. Na segunda categoria mais pesada, levantou um total de 380 quilos e ficou apenas atrás do seu compatriota Stanley Stanczyk (417,5 quilos).

O sucesso abriu caminho para novas carreiras. Primeiro na luta livre, sob o nome Tosh Togo; depois, ao cair no goto dos produtores de 007, no cinema. A construção da personagem encaixou na perfeição no estilo de Sakata. Um homem com um corpo esquisito, de poucas falas e capaz de decidir entre a vida e a morte num instante.

O sucesso da personagem no filme Goldfinger, onde acaba por morrer, garantiu a sua imortalidade. Outros filmes, como um da série Austin Powers, faz uma sátira do seu arremesso de chapéu – utilizando um sapato -, e há inúmeras outras referências a Oddjob. O próprio Harold Sakata beneficiou desse papel e partiu para a representação em sucessivos filmes até morrer, vítima de um cancro do fígado, em 1982.

Harold Sakata pode não ter tido uma carreira tão longa e de sucesso no cinema como Johnny Weissmuller, outro atleta olímpico que fez a transição, mas continua a ser recordado por aquele famoso gesto.