Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

É Desporto

Bill Walton. O dia em que a perfeição ficou tão perto

walton111.jpg

UCLA venceu a final contra Memphis State (87-66) em 1973 mas a maior história foi a exibição individual do futuro jogador dos Portland Trail Blazers. Em 33 minutos, o poste tentou 22 lançamentos e só falhou um. Os 44 pontos continuam a ser reflexo de um dos melhores desempenhos de sempre de um jogador numa final universitária. 

Jackie Robinson. O homem que bateu a segregação para fora do estádio

robinson.jpg

Foi o primeiro afro-americano a disputar um jogo na Major League Baseball. Contra a vontade de colegas de equipa, treinadores adversários e adeptos, mereceu a confiança do proprietário dos Brooklyn Dodgers e fez história com a camisola 42 a 15 de abril de 1947. Em nove anos de carreira, foi considerado rookie do ano, foi seis vezes All-Star, uma vez MVP da Liga Nacional e campeão em 1955. O basebol nunca mais foi o mesmo. 

Lorenzo Charles. Foi melhor a emenda que o lançamento

charles.jpg

Houston Cougars de Akeem Olajuwon e Clyde Drexler eram os grandes favoritos mas NC State manteve-se na luta até ao final e venceu de forma… original, no último segundo do jogo. O triplo de Dereck Whittenburg saiu demasiado curto mas Lorenzo Charles foi a tempo de corrigir a trajetória da bola e provocar o pandemónio nos festejos. 

Joe DiMaggio. A magia de quem foi casado com Marilyn Monroe

di maggio.jpg

É um dos nomes históricos associados aos Yankees e uma referência cultural famosa devido ao casamento com Marilyn Monroe. Mas o maior feito da carreira, num recorde que ainda perdura e dificilmente será batido, foi conseguir uma série de 56 jogos consecutivos com pelo menos um hit. 

Lou Gehrig. O Cavalo de Ferro que deu nome a uma doença

gehrig.jpg

Fez 2130 jogos consecutivos pelos New York Yankees e pelo caminho venceu seis títulos. Série impressionante só foi interrompida quando os sintomas de uma esclerose lateral amiotrófica se tornaram demasiado fortes para que pudesse continuar. Despediu-se com um discurso comovente no Yankee Stadium a 4 de julho de 1939. 

Black Sox. O escândalo de corrupção que abalou os Estados Unidos

black sox.jpg

Chicago White Sox eram os favoritos à conquista da World Series em 1919 mas oito jogadores deixaram-se seduzir por mafiosos e aceitaram manipular o desfecho da final contra os Cincinnati Reds. As confissões desapareceram durante o julgamento, dois anos depois, e os jogadores foram considerados inocentes, mas o recém-nomeado comissário da MLB quis dar o exemplo e baniu-os para sempre. 

Gordon Hayward. Nem todos os filmes têm finais felizes

hayward.jpg

A campanha de Butler foi a história que encantou os Estados Unidos em 2010. Uma equipa sem tradição e sem qualquer favoritismo que foi ultrapassando obstáculos até chegar à final. A perfeição esteve ao alcance no último segundo mas o lançamento do meio-campo de Gordon Hayward não fez mais do que beijar o aro depois de bater na tabela. 

Lew Alcindor. O pragmatismo de quem queria ser Kareem Abdul-Jabbar

alcindor1.png

A carreira universitária em UCLA foi demolidora. Venceu três títulos consecutivos, bateu recordes e até obrigou a NCAA a banir o afundanço. Mas fora do campo não conseguia entender a ignorância dos jovens de Los Angeles e sentia-se deslocado. Voltar a Nova Iorque era sempre uma lufada de ar fresco e por momentos chegou a pensar em abandonar UCLA para se transferir para Michigan. 

Nigel Mansell. Um paranóico contra tudo e contra todos

mansell.jpg

Estreou-se em 1980 e só foi campeão em 1992, com 39 anos. Deixou o emprego e vendeu tudo o que tinha, até a casa, para financiar a carreira nos primeiros anos. Relação com colegas de equipa e donos nem sempre foi a melhor mas acabou por conseguir o que sempre quis: ser campeão e sair por cima. E numa época em que bateu recordes atrás de recordes.