Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

É Desporto

Salwa Eid Naser. A emancipação dos costumes muçulmanos chegou com 18 anos

elnaser.jpg

Sagrar-se campeã mundial júnior a correr de hijab e a cumprir o Ramadão fez dela um exemplo para todas as mulheres muçulmanas que quisessem fazer atletismo. Mas quando chegou à idade adulta decidiu deixar os hábitos para trás… Os resultados continuam a aparecer: é vice-campeã do mundo nos 400 metros e este fim-de-semana venceu na etapa da Diamond League em Birmingham. 

Michelle Stilwell. Uma deputada que faz história nos Paralímpicos

stilwell.jpg

Foi eleita para a assembleia legislativa de British Columbia em 2013 e desde 2015 que ocupa o cargo de Ministra para o Desenvolvimento Social e Inovação Social no estado canadiano. Além disso, faz história como paralímpica. A primeira medalha foi no basquetebol, em 2000, mas já ganhou outras quatro no atletismo.

 

 

Marieke Vervoort. Saber que pode decidir morrer deixa-a tranquila

vervoort.jpg

«Quando quiser, pego nos documentos e decido morrer. Isso é algo que me deixa tranquila quando sinto dores. Não quero viver como um vegetal.» Atleta paralímpica belga decidiu que vai terminar a carreira no Rio de Janeiro e que o futuro está em aberto. Antes de recorrer à eutanásia, ainda tem sonhos por cumprir.

 

 

Figuras Olímpicas X - Sarah Attar

Sarah Attar

Viveu toda a vida nos Estados Unidos mas recebeu um telefonema para competir nos Jogos Olímpicos pela Arábia Saudita poucos meses antes de Londres. Foi uma das duas primeiras mulheres a participar pelo país árabe e voltou para o Rio de Janeiro. Na maratona, foi penúltima mas sente que está a ajudar a quebrar barreiras.