Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

É Desporto

Foi bonita a festa da subida, pá! Mas e agora?

huddersfield.jpg

Maio e junho são meses de festejos. Por toda a Europa, equipas e adeptos celebram a ansiada subida ao principal escalão. Mas e o que acontece depois? É uma passagem efémera ou existem condições para prolongar o convívio entre os grandes? Fizemos as contas aos seis principais campeonatos europeus e Portugal e Inglaterra surgem em extremos opostos.

 

 

Stan Cullis. O inglês que foi suplente por não respeitar a Alemanha de Hitler

cullis.png

Era o 216.º jogo da história da seleção de Inglaterra. Em Berlim, a 14 de maio de 1938, os responsáveis ingleses pediram, por diplomacia, que os jogadores fizessem a saudação nazi durante o hino alemão, em vésperas da II Guerra Mundial. Stan Cullis, uma estrela, recusou e foi para o banco. 

 

 

Markus Rehm. O paralímpico que derrotaria os melhores do mundo

rehm.jpg

Alemão bateu recorde do mundo no salto em comprimento com 8,40 metros em 2015. A marca seria suficiente para ser campeão olímpico em 2012 e em 2016. Por não ter conseguido provar que a prótese não lhe dá uma vantagem competitiva, não pôde competir nos Jogos Olímpicos. Nos Paralímpicos vai lutar pelo segundo título.