Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

É Desporto

Power rankings: outubro

marega.jpg

Marega segue com dez golos marcados e é o maior destaque do V. Guimarães, uma equipa que só não venceu um jogo deste mês. Minhotos não têm a maior subida mas conseguiram, claramente, a mais significativa. Subidas de Feirense, Marítimo e Moreirense também merecem destaque numa tabela que continua a ser liderada pelo Benfica. Nas quedas, destaque para Sporting, Rio Ave e Belenenses.

 

Segunda edição

 

O que são power rankings? Podem consultar exemplos aqui e aqui. Os resultados são tidos em conta, obviamente, mas é mais do que isso. Mais do que a época inteira, importa também o momento estudado (neste caso mensal), a forma em que a equipa está e a qualidade dos adversários defrontados, bem como as perspetivas para o futuro.

 

Não é uma classificação real. Não é uma proposta de classificação alternativa. É um exercício como qualquer outro de estudo de sensações de como está cada equipa em campo. A Liga Portuguesa é o principal ponto de estudo, mas os resultados nas outras competições nacionais e europeias também são avaliados.

 

Outubro

 

1. Benfica (1.º em setembro)

  • 1.º na Liga Portuguesa com 25 pontos
  • V-V-V-V-V em outubro

Mês perfeito para os encarnados em todas as competições. Num mês com um calendário agradável, a vitória em Kiev foi o ponto alto e permitiu deixar tudo em aberto para o assalto aos oitavos. O regresso progressivo dos lesionados é outro sinal promissor para um mês que vai arrancar com dois jogos decisivos: receção ao Dínamo Kiev e viagem ao Dragão.

 

2. V. Guimarães (7.º em setembro)

  • 5.º na Liga Portuguesa com 17 pontos
  • E-V-V-V em outubro

O sucesso do V. Guimarães tem um nome incontornável: Moussa Marega. Com dez golos no campeonato, ajudou a um mês que roçou a perfeição, especialmente se se contar a recuperar de 0-3 para 3-3 em vinte minutos frente ao Sporting como um triunfo. As vitórias no Estoril (2-0) e em Vila do Conde (3-0) de forma indiscutível dão mais força a este Vitória de Pedro Martins.

 

3. FC Porto (3.º em setembro)

  • 2.º na Liga Portuguesa com 20 pontos
  • V-V-V-V-E em outubro

Tinha tudo para ser um mês perfeito mas os dragões escorregaram onde menos se esperava, num campo em que a tradição diz que são reis e senhores. O nulo em Setúbal caiu mal mas o desenho para o futuro de Nuno Espírito Santo já esteve menos impressionista. Até na Liga dos Campeões o cenário ficou mais em aberto após o triunfo na Bélgica.

 

4. Sp. Braga (4.º em setembro)

  • 3.º na Liga Portuguesa com 20 pontos
  • E-V-E-V-V em outubro

A Liga Europa continua tremida mas dentro de portas, a equipa de José Peseiro vai somando resultados que lhe permitem, após nove jornadas, estar a discutir um lugar com o FC Porto e o Sporting, algo que já não consegue desde... o último ano em que Peseiro esteve no clube.

 

5. Sporting (2.º em setembro)

  • 4.º na Liga Portuguesa com 18 pontos
  • E-V-D-E-E em outubro

Deixar fugir uma desvantagem de três golos em Guimarães no primeiro dia do mês foi o prenúncio para a tempestade que se avizinhava. A lesão de Adrien deixou marcas e os quatro pontos perdidos nos últimos dois jogos (Tondela-c e Nacional-f) eliminaram a margem de erro. O estilo de jogo também se ressente.

 

6. Feirense (11.º em setembro)

  • 8.º na Liga Portuguesa com 11 pontos
  • D-V-V-E-E em outubro

Um mês em que só se perde com o Benfica, na Luz, tem tudo para ser encarado como positivo, especialmente para uma equipa que subiu esta época. A experiência de José Mota ajuda a fazer a diferença.

 

7. Marítimo (13.º em setembro)

  • 11.º na Liga Portuguesa com 10 pontos
  • V-V-E-V-D em outubro

A derrota em Arouca foi a primeira desde que Daniel Ramos assumiu o comando. Os tempos de Paulo César Gusmão estão ultrapassados e, pelo meio, até houve uma vitória no dérbi com o União para a Taça da Liga.

 

8. Desp. Chaves (8º em setembro)

  • 6.º na Liga Portuguesa com 13 pontos
  • V-V-D-D-E em outubro

Jorge Simão está a fazer dos flavienses uma equipa regular e a classificação não engana. A manutenção é o objetivo principal e parece bem encaminhado. Nas outras competições, já foi eliminado da Taça da Liga e na Taça de Portugal ficou com uma fava chamada FC Porto.

 

9. Moreirense (17.º em setembro)

  • 15.º na Liga Portuguesa com 8 pontos
  • D-D-E-V-V em outubro

Outubro pôs fim a uma série de seis derrotas consecutivas e o triunfo em Tondela chegou na hora certa para a equipa de Pepa. Continuar a pontuar é decisivo numa segunda metade da tabela em que três pontos separam o penúltimo do sétimo classificado.

 

10. Arouca (14.º em setembro)

  • 17.º na Liga Portuguesa com 8 pontos
  • E-D-D-V-V em outubro

A vitória com o Marítimo foi apenas a segunda no campeonato. E bem necessária que foi. Os arouquenses continuam a pagar a fatura de uma época que começou com competições europeias e a eliminação na Taça de Portugal, com o Real, foi o ponto mais baixo da temporada. Começar novembro em Alvalade não augura muito de bom também mas pode ser a oportunidade perfeita para tentar trilhar um novo rumo.

 

11. P. Ferreira (6.º em setembro)

  • 12.º na Liga Portuguesa com 9 pontos
  • V-E-V-D em outubro

As vitórias na Taça de Portugal e na Taça da Liga ajudam a camuflar um mês difícil em que só somaram um ponto no campeonato (dois jogos). A derrota com o Benfica na Luz não traz nada de novo, o empate em casa com o Nacional... nem tanto.

 

12. Rio Ave (5.º em setembro)

  • 7.º na Liga Portuguesa com 11 pontos
  • D-D-E-V-D em outubro

Mês para esquecer. A vitória sobre o Sporting faz parte do passado e sair de outubro após uma derrota caseira com o V. Guimarães por 0-3 não é bom sinal. A Taça de Portugal foi um fracasso: eliminado pelo Santa Clara nos penáltis.

 

13. Nacional (10.º em setembro)

  • 14.º na Liga Portuguesa com 8 pontos
  • D-V-E-D-E em setembro

Receber FC Porto e Sporting no mesmo mês é sempre complicado e os resultados comprovam-no. O nulo com o Sporting foi um misto de mérito com o desnorte dos leões.

 

14. Estoril (12.º em setembro)

  • 16.º na Liga Portuguesa com 8 pontos
  • V-V-D-D-E em outubro

A época continua bastante irregular. A vitória em Vila do Conde parecia ter aberto caminho mas o momento foi derrubado pelo desaire em casa com os vimaranenses. Na Taça de Portugal continuam em prova.

 

15. V. Setúbal (15.º em setembro)

  • 9.º na Liga Portuguesa com 10 pontos
  • D-V-E-V-E em outubro

Uma vitória foi na Taça de Portugal, a outra na Taça da Liga. No campeonato, os sadinos de José Couceiro continuam em queda e não vencem desdem a terceira jornada. Por outro lado, o empate inédito neste milénio frente ao FC Porto ajudou a encher um pouco o balão de oxigénio.

 

16. Boavista (16.º em setembro)

  • 10.º na Liga Portuguesa com 10 pontos
  • V-D-V-E-E em outubro

Sánchez foi substituído por Miguel Leal depois da derrota no Restelo para a Taça da Liga. O sucessor ainda não perdeu mas no campeonato não foi além de dois empates. No xadrez do Bessa, ainda se procura a melhor jogada.

 

17. Tondela (18.º em setembro)

  • 18.º na Liga Portuguesa com 6 pontos
  • D-V-E-D em setembro

Um empate com o FC Porto em setembro, um empate com o Sporting, em Alvalade, em outubro. É difícil esconder o último lugar do campeonato mas há lados positivos aos quais a equipa de Petit se pode agarrar. O principal é já ter defrontado Benfica, FC Porto e Sporting.

 

18. Belenenses (9.º em setembro)

  • 13.º na Liga Portuguesa com 9 pontos
  • D-V-D-D-D em outubro

Quim Machado entrou mas os resultados não mudaram. A vitória na Taça da Liga não é suficiente para camuflar a eliminação na Taça de Portugal e os três desaires consecutivos no campeonato. Vida está difícil no Restelo.

 

RPS