Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

É Desporto

JJ Watt. Um herói em Houston dentro e fora de campo

jjwatt.jpg

Figura da equipa da NFL da cidade, o jogador começou uma campanha de angariação de dinheiro para apoiar as vítimas do furação Harvey com uma meta de 200 mil dólares. Quatro dias depois, com contributos de anónimos e de figuras como Chris Paul e Ellen DeGeneres, já atingiu os dez milhões. 

 

O jogador da defesa passou ao ataque

 

Chama-se Justin James Watt mas toda a gente o conhece por JJ Watt. Defensive end dos Houston Texans desde 2011 (11.ª escolha no draft), não precisou de muito tempo para se assumir como uma das maiores figuras da cidade.

 

O contributo que dá dentro de campo valeu-lhe um contrato milionário. Antes do início da época de 2014, os Texans ofereceram-lhe uma extensão de 100 milhões de dólares, com uma parcela de 30,9 milhões a ser logo recebida na assinatura. Em 2016, uma operação às costas obrigou-o a passar a esmagadora parte da temporada de fora.

 

Agora, a pouco mais de uma semana de arrancar a nova época da NFL, JJ Watt passou ao ataque. Não dentro das quatro linhas, onde até já conseguiu três touchdowns em 2014 apesar de ser um jogador da linha defensiva, mas fora delas.

 

A responsabilização social é uma das maiores batalhas das ligas profissionais nos Estados Unidos. É pedido aos jogadores que retribuam o carinho que têm às comunidades, seja em campanhas de solidariedade ou em visitas a escolas e outras instituições.

 

JJ Watt sente-se bem nesse ambiente e é um ídolo para muitos adeptos, sobretudo crianças. Mas agora, depois de o furacão Harvey ter deixado Houston em estado de sítio, o jogador do Wisconsin passou ao ataque e está a liderar uma das campanhas de angariação de donativos mais impressionantes do passado recente.

 

Um objetivo modesto

houston.jpg

A iniciativa de JJ Watt começou a 27 de agosto nas redes sociais. «Estou aqui sentado a ver as notícias na televisão e na internet sobre tudo o que se está a passar e é muito difícil. Não só porque tenho família e amigos por lá mas porque esta é a nossa cidade. E é muito difícil ver a nossa cidade ser atingida desta forma por uma tempestade tão má e não poder estar lá para ajudar na recuperação. Por isso, aquilo que quero fazer é iniciar uma angariação. Sei que os esforços de recuperação vão ser massivos, vai haver muita gente a precisar de ajuda. Por isso vou meter um link no meu perfil e podem doar o que quiserem, seja muito ou pouco. Se puderem, por favor doem qualquer coisa».

 

JJ Watt não tinha noção no que se estava a meter. Com praticamente quatro milhões de seguidores no twitter, os 200 mil dólares que estabeleceu como meta inicial foram atingidos em menos de duas horas. «Aumentei a fasquia para os 500 mil dólares. O vosso apoio é fenomenal».

 

A tendência tinha acabado de ser criada, com um novo objetivo a ser fixado assim que o anterior era alcançado. A resposta foi tão poderosa que o próprio site foi abaixo e provocou um pedido de JJ Watt para que fosse tratado rapidamente. «Acho que demos cabo do vosso site. Será que podem ajudar para que possamos angariar todo o dinheiro possível para quem precisa?», pediu no twitter.

 

Pelo meio, surgiam alguns comentários com dúvidas no site que está a organizar os donativos. Será que JJ Watt é de confiança? Como é que se sabe se vai mesmo ajudar as pessoas? A cada comentário do género, surgiam dezenas de respostas a garantir que JJ Watt é uma figura de Houston, com um passado imaculado e sempre muito interventivo no apoio às comunidades.

 

Neste momento, os donativos já se assemelhavam a uma avalanche. Eram cada vez mais e mais, e cada vez mais altos. Era uma questão de tempo até a fasquia ser alcançada. A marca dos 500 mil dólares foi alcançada em 24 horas e JJ Watt fez questão de anunciar que tinha sido um donativo de 50 mil dólares de Chris Paul, estrela da NBA que este ano vai jogar para os Houston Rockets, a garantir que o objetivo tinha sido superado. «Aumentei a fasquia para um milhão», continuava.

 

Na rota dos milhões

 

«Ontem começámos com um objetivo de angariar 200 mil dólares. Conseguimo-lo em menos de duas horas e acabámos agora de passar os 500 mil. Não posso sequer começar a descrever o que é ver tanta gente a juntar-se por uma causa comum. É mesmo uma das melhores sensações que se podem testemunhar. Há tanta gente que vai precisar da nossa ajuda. Não posso agradecer o suficiente nem encorajar o suficiente a continuarem a partilhar esta campanha. E a darem o que puderem dar: cinco dólares, cinco cêntimos, 500 dólares… agradeço imenso e a cidade de Houston vai estar muito grata por todo o apoio. Houston, vamos sair disto mais fortes!»

 

O difícil era começar e os donativos nunca mais pararam. JJ Watt e a equipa estavam retidos em Dallas quando surgiu nova atualização, depois de o milhão de dólares ter sido alcançado e estabelecida nova meta: 1,5 milhões.

 

«Não temos forma de voltar mas ver aquela gente toda em barcos a tentar salvar pessoas… é incrível. Já superámos o milhão. Obrigado a todos. Sei que estão a perguntar para onde é que irá o dinheiro e queria dizer-vos que irá diretamente para as pessoas. Tenho estado a trabalhar para garantir que vá para as pessoas», dizia em novo vídeo.

 

Estávamos a 29 de agosto, dois dias depois do início, quando JJ Watt anunciou que a nova meta estava nos dois milhões. Nesta altura já estava sem palavras para tanto apoio: «Quem sabe até onde conseguiremos ir?», perguntava-se. De facto, no mesmo dia, foi obrigado a aumentar a meta para os três milhões de dólares.

 

«Acabei de sair do treino. Passámos agora os dois milhões de dólares. É inacreditável, é literalmente inacreditável. Vamos aumentar para os três milhões. Vou fazer tudo o que conseguir que este dinheiro vá diretamente para as pessoas e consigamos ajudar o maior número de pessoas», dizia.

 

Donativos de… rivais

watttians.jpg

A campanha de JJ Watt ganhou cada vez mais tração e mediatismo, provocando os primeiros donativos de organizações. Os Tennessee Titans anunciaram a 29 de agosto que a proprietária Amy Adams Strunk tinha acabado de fazer uma doação de um milhão de dólares. De repente, os valores tinham um novo impulso e obrigavam o jogador a fazer nova atualização: 3,25 milhões angariados, objetivo fixado nos quatro milhões.

 

«Não tenho forma de pôr em palavras o agradecimento aos Tennessee Titans e à Amy Adams Strunk pelo donativo. Vem de uma equipa que é da nossa rival, da nossa divisão, e que está a dar um passo em frente pelo bem das pessoas […] Incrível! A humanidade é incrível. Pessoas de Houston, estamos a pensar em vocês. Mantenham-se fortes, vamos apoiar-vos», afirmou.

 

E chegamos a 30 de agosto. «Acabámos de passar os quatro milhões. Há 48 horas estabelecemos a fasquia em 200 mil e agora estamos em quatro milhões e com o objetivo nos cinco. Não sei quanto vamos conseguir, mas asseguro-vos que este dinheiro será para as pessoas, para ajudar a cidade de Houston e as zonas circundantes. Esta é a nossa cidade, é a nossa comunidade, quero ter a certeza que toda a gente fica bem. Quero agradecer a toda a gente, estão a fazer uma enorme diferença.»

 

Doze horas depois, JJ Watt chegou aos cinco milhões. «É incrível. Os tempos mais difíceis parecem trazer o melhor da humanidade», elogiava, com uma voz embargada, acabado de acordar e a fazer nova atualização em vídeo. Quando, cinco horas depois, os donativos ultrapassaram os seis milhões, JJ Watt percebeu que a dinâmica tinha de ser alterada.

 

Início da ajuda efetiva

donativos.jpg

«Tudo é maior no Texas por isso vou elevar a fasquia para os dez milhões», anunciou. «Só porque a tempestade esta a passar, não quer dizer que tenhamos de parar de angariar dinheiro. Quero também esclarecer que quando digo Houston, digo também todas as zonas envolventes que foram afetadas pela tempestade. Vamos tentar apoiar tantas pessoas quanto possíveis. E durante este processo vou querer manter-vos atualizados», disse.

 

«A primeira coisa que estamos a fazer é encher camiões com apoio. Vários condutores de camião doaram o seu tempo para ajudar a levar água, comida, roupa, geradores, artigos de higiene para ajudar toda a gente. Vamos montar vários pontos de operação na área circundante e eu e os meus colegas de equipa vamos ajudar a distribuir, para que cheguemos ao maior número de pessoas possível.»

 

Podia pensar-se que o aumento da fasquia em quatro milhões poderia abrandar o ritmo das atualizações mas a apresentadora Ellen DeGeneres, em parceria com a Walmart, decidiram fazer uma contribuição de um milhão de dólares, elevando o dinheiro angariado para 8,5 milhões. Tudo isto a 30 de agosto, três dias depois do início.

 

Por esta altura, JJ Watt e os Texans voltaram finalmente a Houston. «É bom voltar a casa, todos conseguem ver as suas famílias. Pudemos ver alguns dos estragos, é inacreditável. Há muito a fazer ainda. Já estamos acima dos 8,5 milhões e a caminho dos dez milhões. É incrível!»

 

Os dez milhões de dólares foram alcançados antes das 16h00 de Portugal continental e o site diz que são resultado de 97213 donativos. JJ Watt ainda não fez novo vídeo mas será uma questão de tempo. Até onde conseguirá ir?

RPS