Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

É Desporto

Becky Hammon. Uma treinadora entre os gigantes da NBA

becky hammon.jpg

Deu nas vistas enquanto estava a recuperar de uma lesão grave e Gregg Popovich decidiu convidá-la para fazer parte da equipa técnica dos San Antonio Spurs. Em 2015, assumiu o comando durante a Summer League e conquistou o título com a equipa texana. 

 

Uma esponja com vontade de aprender

 

«Sabe quando falar e quando estar calada. É tudo o que se pode dizer, há muita gente que não tem essa sensibilidade.» Um dos primeiros comentários de Gregg Popovich à presença de Becky Hammon com os San Antonio Spurs pode parecer redutor mas não deixa de ser um indicador da personalidade da treinadora.

 

Becky é inteligente. Quem jogou com ela garante que essa é mesmo a sua maior-valia: compreender o mundo que a rodeia melhor do que todos os outros de forma a potenciar as qualidades que cada um tem. Quando o tabuleiro mudou, e a norte-americana deixou a WNBA para começar a perseguir o sonho de ser treinadora, soube ler as cartas e tirar o proveito de cada oportunidade.

 

A nova vida de Becky Hammon começou a desenhar-se depois de sofrer uma lesão grave: uma rotura do ligamento anterior cruzado do joelho esquerdo a 13 de julho de 2013. O resto da época com as San Antonio Stars era para esquecer e a reabilitação seria longa.

 

Durante este período, a jogadora continuou a seguir a equipa para todo o lado e a desenvolver uma ligação forte com a paixão pelo treino. Uns meses mais tarde, em conversa com o treinador Dan Hughes, confessou o desejo para o futuro.

 

«Consegui ver nos olhos dela que treinar era algo que queria mesmo fazer. Quando me perguntou o que precisaria de fazer para seguir esse sonho, soube que era altura de abordar o Pop [Gregg Popovich] e o RC [Buford, o diretor-geral dos Spurs]», explicou Dan Hughes.

 

A resposta foi melhor do que Becky poderia imaginar, com o surgimento de um convite para acompanhar, de forma não-oficial, todas as atividades da equipa. «Ando por lá, como uma mosca no ar, a ver tudo e a tentar absorver como uma esponja tudo o que consigo sobre como eles lidam com os vários assuntos», explicou.

 

«Aprendo imenso só nas sessões de filme, apenas a ouvir os treinadores para trás e para a frente sobre o que devia ou não ser feito em cada situação de jogo», acrescentou.

 

Os San Antonio Spurs acolheram-na como se fizesse parte da moldura. «Respeitamo-la como pessoa e como jogadora. Ela queria participar, por isso introduzimo-la em todas as nossas atividades para ver como reagia. Tem sido ótimo tê-la connosco. Adoramo-la», disse Popovich. Entre os jogadores também não houve resistência: «Está disposta a aprender e o Pop está sempre aberto a acolher todos os que têm essa perspetiva. Ela é muito bem-vinda», garantiu Tim Duncan em fevereiro de 2014.

 

O passo histórico

hammon1.jpg

O não-oficial oficializou-se em agosto de 2014 e deixou Becky Hammon nas páginas da história. Antes já houvera mulheres em equipas técnicas, mas apenas com trabalhos pontuais e sem contrato legítimo. Os San Antonio Spurs derrubaram a barreira e transmitiram a mensagem de que não há razão para que as mulheres não possam desempenhar um papel importante.

 

Becky Hammon tornou-se oficialmente treinadora assistente dos Spurs. «Depois de a observar a trabalhar com a equipa na época passada, estou confiante que o seu QI basquetebolístico, a sua ética de trabalho e a sua capacidade de interação com os jogadores vão beneficiar e muito a equipa», comentou Gregg Popovich.

 

A antiga jogadora ficou deliciada com mais uma etapa da sua carreira: «Nada na minha vida tem sido fácil. Tenho sido sempre alguém que tem trabalhado por tudo o que alcança. Estou pronta para os desafios, para pensar o que ainda não foi pensado, tomar decisões difíceis e abraçar desafios complicados. E sou um bocado viciada em adrenalina. Juntem isto tudo e percebem que este era o desafio perfeito para mim».

 

A integração de Becky Hammon continuou a decorrer sem problemas e com o passar dos meses foi conquistando cada vez mais o respeito e a confiança de Gregg Popovich. Foi por isso que, um ano depois, a nova treinadora assistente foi escolhida para orientar a equipa durante a Summer League, um torneio em julho em que as equipas aproveitam para testar os jogadores mais jovens e outros com contratos não garantidos.

 

Os resultados não podiam ser melhores. Os San Antonio Spurs venceram e Becky Hammon escreveu mais um capítulo histórico: foi a primeira mulher a orientar uma equipa masculina num título. As barreiras continuaram a ser derrubadas e em 2016 tornou-se a primeira a fazer parte de uma equipa técnica no All-Star Game.

 

Cada vez mais treinadora, cada vez menos jogadora

russia1.jpg

Hoje, Becky Hammon é cada vez mais assistente e o passado de basquetebolista parece cada vez mais distante. Ela, que não chegou a ser escolhida no draft de 1999, mas que não demorou muito até conquistar as New York Liberty e jogar pelas San Antonio Stars entre 2007 e 2014.

 

Pode nunca ter vencido um título mas a pegada que deixou foi indiscutível Seis vezes all-star na WNBA, viu o seu número ser retirado pela equipa texana e representou uma seleção nos Jogos Olímpicos. Mas, ao contrário do que seria esperar, não foi a dos Estados Unidos mas sim a da Rússia.

 

Cansada de ser ignorada nas convocatórias, Becky aceitou o repto da Rússia, uma vez que costumava alinhar pelo CSKA Moscovo durante o defeso da WNBA. A decisão foi muito contestada pela selecionadora Anne Donovan. «Se jogas neste país, se vives neste país, se cresceste aqui e envergas a camisola da Rússia, acho que não és uma patriota», comentou.

 

A resposta não se fez esperar: «Não me conheces. Não sabes o que aquela bandeira representa ou deixa de representar para mim. Não sabes como é que cresci. A maior honra que tínhamos na sala de aula era poder hastear a bandeira. Obviamente definimos patriotismo de maneira diferente».

 

A decisão foi recompensada com uma medalha olímpica: o bronze em Pequim-2008, numa edição em que a Rússia foi derrotada pelos Estados Unidos e em que Becky Hammon registou apenas um lançamento convertido em seis tentados.