Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

É Desporto

Milagre de Berna. Um duelo com potências em trajetórias opostas

milagre.jpg

A Hungria era a melhor equipa europeia, estava há cinco anos sem perder e tinha estrelas como Puskas e Kocsis. Mas a RFA tinha o orgulho em jogo e conseguiu virar uma desvantagem de dois golos para ser campeã pela primeira vez. Para uns, foi o início de um sentimento de orgulho recuperado após a guerra, para outros um passo importante rumo à revolução de 1956.

A união forçada da Áustria com a Alemanha

germany.jpg

Mathias Sindelar estava na fase final da carreira mas a geração de ouro austríaca tinha garantido o apuramento para o Mundial-1938, quatro anos depois de ter atingido as meias-finais. A anexação da Alemanha impediu a participação e nove internacionais acabaram a jogar pelos nazis. A maior vedeta recusou-se… e acabou morta sete meses depois. 

Uma batalha campal na Itália de Mussolini

spainitaly.jpg

Espanha e Itália discutiram o acesso às meias-finais do Mundial-1934 num misto de violência, polémica e… 210 minutos de jogo. Entre a lesão do lendário guarda-redes Ricardo Zamora e a perna partida de Mario Pizziolo, houve um total de onze espanhóis lesionados e uma atuação desastrosa de um árbitro que acabou por ser irradiado. 

A impunidade dos adeptos (e a razão de sermos todos responsáveis)

O desporto em Portugal bateu no fundo. Não foi hoje, não foi ontem, não foi ao longo do último ano. Temos estado a encaminhar-nos para uma espiral infernal sem nos apercebermos, e com a responsabilidade de todos. Sim, de todos. Dificilmente poderá haver alguém que, no alto da sua moralidade, possa dizer que não contribuiu para o ambiente que se vive.